http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/1483511.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/5328002.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/9543243.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/2672794.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/5706125.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/5637346.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/6213337.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/6028008.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/9125619.jpg
Home
Português (Brasil)English (United Kingdom)
Cabo Verde é o terceiro país economicamente mais livre da África
Qua, 28 de Janeiro de 2015 14:58   
Cabo Verde melhorou a sua posição no Índice da Liberdade Económica 2015 da Heritage Foundation. " No índice 2015, Cabo Verde registou a sua maior pontuação de liberdade económica de sempre (66,4), progredindo para as fileiras do ´moderadamente livre”, lê-se na página institucional da fundação. Em África, o nosso país é o top 3, acima da média global e regional. A fundação que mede a liberdade económica no mundo destaca os avanços de Cabo Verde na estabilidade monetária, direitos de propriedade, liberdade, corrupção e Estado de Direito.
 
Diz o Heritage Foudation que nos últimos cinco anos Cabo Verde registou avanços consideráveis, reflectindo melhorias de base ampla em pelo menos seis das 10 liberdades económicas analisadas, incluindo a liberdade de investimento, fiscal e a protecção dos direitos de propriedade. “No índice 2015, Cabo Verde registou a sua maior pontuação de liberdade económica de sempre (66,4), progredindo para as fileiras do moderadamente livre”, lê-se na página oficial da fundação.

Os progressos notáveis a nível do crescimento e do desenvolvimento económico de Cabo Verde são resultado da estabilidade macroeconómica e da boa governação, refere o Heritage Foudation. Este realça ainda a transição do país para um sistema económico aberto e flexível, facilitada por políticas que promovem mercados regulatórios eficientes e sustentada por um quadro jurídico transparente que assegura o cumprimento da lei.

Entre os países da CPLP, Cabo Verde lidera a lista estando inclusive à frente de Portugal, que ocupa a 64ª posição. Mas também do Brasil (118º), Moçambique (125º), Guiné Bissau (145º), São Tomé e Príncipe (136º) e Angola (158º). Timor-Leste no 167º lugar e Guiné Equatorial no 173º são os países com menos liberdade económica, segundo o relatório.

O ranking do Heritage Foundation, que abarcou 178 países, é liderado por Hong Kong, seguido por Singapura, Nova Zelândia, Austrália e Suiça. Este índice analisa o compromisso destes países com as 10 liberdades económicas, incluindo a liberdade de comércio, liberdade financeira, a gestão dos gastos do governo e liberdade de corrupção.
 
Fonte: A Semana 
 

Contactos

Tel:  +238 251 9200

Fax: +238 251 1615

info@sdtibm.cv

Comunicações SDTIBM