http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/1483511.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/5328002.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/9543243.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/2672794.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/5706125.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/5637346.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/6213337.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/6028008.jpg http://sdtibm.cv/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/9125619.jpg
Home
Português (Brasil)English (United Kingdom)
2015 vai marcar a retoma dos investimentos turísticos na Boa Vista - PCA da SDTIBM
Ter, 06 de Janeiro de 2015 00:00   
2015 marcará a retoma dos investimentos turísticos na Boa Vista com pelo menos dois novos projectos que vão arrancar no segundo semestre do ano, esperando-se que o Governo aprove as opções quanto ao porto e aeroporto do Maio.O anúncio foi feito pelo presidente do conselho de administração (PCA) da Sociedade de Desenvolvimento Turístico das Ilhas de Boa Vista e Maio (SDTIBM), Avelino Bonifácio Lopes, lembrando que a Boa Vista já não beneficia de investimentos turísticos de vulto há cerca de cinco anos.

Informou que os dois novos projectos, que irão arrancar no segundo semestre, representam cerca de 1.500 quartos e 40 milhões de euros (4,4 milhões de contos) de investimentos e espera fechar acordos para mais dois ou três novos projectos, que deverão arrancar, provavelmente em 2016, representando mais de mil novos quartos e investimentos que poderão oscilar entre 40 e 50 milhões de euros.

Quanto ao Maio, Avelino Bonifácio Lopes prevê que 2015 seja o ano da aprovação, pelo Governo, das opções quanto ao porto de longo curso e do aeroporto internacional para a ilha, bem como da conclusão dos respectivos estudos técnicos específicos pela Empresa de Administração dos Portos de Cabo Verde (ENAPOR) e pela Empresa Aeroportos e Segurança Aérea (ASA) e, eventualmente, do arranque das obras do porto.
 
E, “dependendo dos avanços que os projectos do porto e do aeroporto conhecerem, poderá arrancar um ou dois investimentos ainda este ano e posicionar-se um número idêntico na linha de partida para 2016”, explicou.

No ano que começa, confirmou a priorização de duas áreas de actuação, a começar pela atracção de investimentos, com aposta clara na “promoção focalizada em mercados preferenciais de alguns países europeus, asiáticos e africanos, através da participação em certames pré-identificados do sector da imobiliária turística, bem como de contactos directos com operadores que a Sociedade considera ser estratégicos para a imagem do turismo cabo-verdiano”.

Outras áreas de intervenção são o planeamento e as infra-estruturas, com a retoma da construção da via estruturante de acesso à Santa Mónica-Lacacão e Povoação Velha (Boa Vista), a participação na requalificação dos centros históricos das cidades de Sal-Rei e Porto Inglês e a elaboração dos planos de ordenamento turístico das Zonas de Desenvolvimento Turístico Integrado (ZDTI) de Chaves, Santa Mónica e Ponta Preta.

Paralelamente, adiantou o PCA, a SDTIBM pretende dar “grande atenção” à promoção da formação profissional e de pequenas empresas locais com forte potencial de geração de emprego e de prestação de serviços ao turismo".

Para a mobilização do investimento externo, Avelino Bonifácio Lopes é de opinião que, muito mais do que os investimentos a serem feitos directamente pala SDTIBM, “que deverão ascender a mais de meio milhão de contos em 2015”, preveem-se investimentos de natureza pública em infra-estruturas consideradas indispensáveis.

O PCA referia-se a portos e aeroportos por construir e às infra-estruturas de água e energia, através das empresas Água e Energia da Boa Vista e Águas do Maio, "com as quais a SDTIBM tem parcerias estratégicas", do Ministério do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território e das respectivas câmaras municipais.

O objectivo, segundo Avelino Bonifácio Lopes, é melhorar o estado actual do saneamento, “mas também equacionar a situação da recolha e do tratamento dos resíduos a longo prazo com o Ministério da Saúde e privados interessados para garantir os cuidados de saúde que o desenvolvimento dessas ilhas requerem”.

Na sua visão, estes investimentos exigem uma programação plurianual, a maioria dos quais a serem feitos, inclusive, por fases, em função da evolução das demandas.

Em relação a 2014, considerou que “não foi o ano desejado para o turismo cabo-verdiano e da Boa Vista e do Maio em concreto”. Mas o sector continuou a crescer “e, de certa forma, a salvar a economia cabo-verdiana”, alegou.

Avelino Bonifácio Lopes salientou que o número de entradas de turistas e, particularmente de pernoites, continuou a crescer, desafiando algumas soluções de infra-estruturas ainda recentemente adoptadas (especialmente aeroportuárias), e realçou o défice de respostas noutros sectores, com destaque para energia, água, saneamento e saúde.

No entender do PCA da SDTIBM, “as receitas do turismo aumentaram. Embora sem novos investimentos privados de vulto, surgiram entretanto sinais muito evidentes de retoma dos investimentos, que deverão concretizar-se a partir de 2015”.

No ano que termina, Avelino Bonifácio Lopes realçou como grandes realizações o avanço das obras do porto de Sal-Rei e da Ponte da Ribeira d’Água, na Boa Vista, e da estrada de acesso à Ponta Preta e à ZDTI do Sul da Vila do Maio (Maio).

Por falta de financiamento, notou, ficou por fazer “muita coisa”. Alguns investimentos privados que eram dados como certo arrancarem e num ou noutro negócio, que era suposto concretizar-se com a SDTIBM também em 2014 não avançaram.

“Alguns desses investimentos já contavam, inclusive, com financiamentos assegurados, mas o impacto da crise e, em certos casos, a falência da instituição que devia financiar o projecto, ditou o atraso no seu arranque”, esclareceu o PCA.

Fonte: INFORPRESS 
 

Contactos

Tel:  +238 251 9200

Fax: +238 251 1615

info@sdtibm.cv

Comunicações SDTIBM